New York, New York...


Para gastar tempo, sola de sapato e dinheiro

Reportagem: Marina Gaeta

Fotos: Dante Gouveia

Não é diferente da famosa e muito bem descrita ‘New York, New York’ de Frank Sinatra. Lá tudo acontece o tempo todo e, se por uma noite de sua estada você optar por descansar os pés das longas caminhadas, no quarto do hotel, sentirá um enorme peso na consciência. Entre a grandiosidade dos prédios, lojas, monumentos, parques e museus, está o agito de Manhattan, um dos cinco distritos que compõem a Big Apple.

Dicas AutênticasDicas_Autentica.html
ComportamentoComportamento.html
BelezaBeleza.html

Home

Espaço do LeitorEspaco_do_Leitor.html
GastronomiaGastronomia.html
Matéria de CapaVariedades.html
ModaModa.html
Saúdehttp://www.saudezn.com.br
Serviços ÚteisServicos_Uteis.html
Turismo
VitalidadeVitalidade.html
http://www.sjtconstrutora.com.br
Fale Conoscomailto:redacao@editorainove.com.br?subject=Fale%20Conosco%20-%20Revista%20Aut%C3%AAntica

Tempo em

Nova Iorque

Adriano Rosa

Tudo o que você assiste nos filmes lá está, até o King Kong no Empire State (uma vista panorâmica de tirar o fôlego!), se, por um momento, alguma partícula de luz falha nos imensos outdoors da Times Square (você pode aparecer em um deles e fotografar esse momento único), a sensação de escuridão é instantânea, assim como a de liberdade ao soltar as mãos do guidão da bicicleta durante um passeio no Central Park. Não existe paisagem melhor a se fotografar no ‘outono em NY’ que as folhas caídas sobre seus imensos gramados; sabor mais apetitoso que o do hot dog durante um jogo de futebol americano do Giants, ainda mais inaugurando o novo estádio, na vizinha New Jersey. O mais interessante é participar dos costumes locais, bem longe dos turistas e suas malas carregadas de sacolas de outlets, onde torcedores se reúnem com amigos e familiares no estacionamento do estádio para fazer um ‘churrasquinho de hambúrguer’ antes do início da partida, sem medo de ser feliz...

A majestosa Estátua da Liberdade é um dos atrativos mais concorridos entre os turistas do mundo inteiro.  Para visitá-la separe um dia, pelo menos uma hora e meia de fila antes do ferry boat (que o levará até ela e ao Museu da Imigração, na Ellis Island) faz parte do programa. A partir desse ponto, caminhe algumas quadras e encontre o famoso touro, em bronze, de Wall Stret (distrito financeiro de Nova York), cumpra a tradição e tire uma foto segurando em seu chifre, dali pro centro financeiro são três quadras. Para completar a região, visite o espaço que abrigava as torres gêmeas, hoje, a construção do novo prédio é ainda maior e a tristeza idem. Ao lado, tem o memorial, onde é possível relembrar os fatos em retrospectiva, com objetos pessoais de voluntários e também de muitos que se foram no atentado de 11 de setembro.


Ainda não está pronto para as compras? Vá até a ONU e faça a visita guiada, é impressionante o trabalho realizado por eles e o número de pessoas beneficiadas mundialmente. O prédio com bandeiras de todos os países, à beira do rio East é fácil de identificar. Imperdível também são os museus, ao entrar no Museu de História Natural é impossível não se lembrar do filme lá gravado (“Uma noite no Museu”) e sair procurando seus personagens; o mesmo acontece no “Madame Tussaud´s” e suas celebridades em tamanho real feitas de cera. Já no Museu de Tecnologia da Sony você gasta horas nos diversos entretenimentos.


Sem medo de ser feliz também é caminhar pelas ruas após assistir a um espetáculo da Broadway (esplêndido por si só e com descontos para o mesmo dia na bilheteria central), e desviar da imensa caravana de pessoas que não tem hora para dormir e continua admirando o ponto mais famoso da ilha. Os policiais não comem rosquinhas durante o trabalho e estão por toda parte, o que torna possível fotografar com tranquilidade, andar de mãos dadas, admirar cada ponto turístico sem temer assaltos, sentar nos bancos das praças... Claro, que por ser referência mundial é preciso ficar atento aos objetos pessoais, principalmente, passaporte.

Tire um dia para caminhar pelos bairros e conhecer os costumes de cada região. Soho, Village, Chinatown, Little Italy, todos com suas peculiaridades! Não deixe de tomar um café no Dean & Deluca e saborear seus muffins decorados; entrar em todas as lojas possíveis para conhecer e comprar também, claro – M&M’s, Disney (agora na Times Square), Toys R´Us (com a imensa roga gigante), Fao Schwarz (e o piano do filme “Quero ser grande”, com Tom Hanks) é diversão garantida no mundo infantil, impossível sair sem uma sacola! As grandes marcas se concentram em Nova York basta escolher quais as lojas em que o cartão será mais utilizado! Sem contar os outlets vizinhos e as lojas de eletrônicos, loucura total!


Faltando algo? Sim, muitas coisas! Ao escurecer, a pista de patinação no gelo do Rockefeller Center, junto à estátua do Prometeu, ferve! Mesmo antes do inverno e da gigante árvore de Natal toda iluminada! Se quiser arriscar, alugue seus patins! Ao lado, está a maior catedral dos Estados Unidos, a St. Patrick’s. Seu estilo gótico com vitrais atraem muitos fiéis de Santa Terezinha, uma relíquia à direita do altar. Lembre-se de fazer os três pedidos! Ao menos dois, porque um certamente será para voltar lá!

Madison Square Garden (onde acontecem os jogos da NBA) e Park, Nasdaq Stock (o maior display ‘ao vivo’ na Times Square e seus estúdios de previsões), Manhattan Mall,  Grand Central Terminal (é uma linda estação, com mercado, cervejaria e lojas como Swatch e Godiva), New York Public Library, Chrysler Building, Radio City Music Hall, são outros pontos a serem visitados. Cansou? Pegue uma pizza (alguns pedaços porque a pizza de lá é tamanho GG) e vá para o hotel assistir ao jogo de beisebol dos Yankees, você se sentirá em casa!


Por falar em comida, lá não se passa fome, muito pelo contrário, são diversos os restaurantes, lanchonetes, cafés, abertos o dia inteiro. Planet Hollywood, Applebees, Friday´s e Hard Rock Café – presença obrigatória ao menos uma vez em cada! São muitos os pubs que passam os campeonatos locais e você se integra na sociedade. Mas, se preferir pode aderir às barraquinhas de rua e garantir seu almoço!


Chegou fim de semana e você está em Nova York? Não perca tempo e vá direto ao Pier 17 conferir as bandas locais (aos domingos), o porto em si e, claro, ficar ainda mais perto da ponte do Brooklin, aquela dos filmes e seriados!

O clima é bem definido, mas o vento é gelado! Mesmo no outono é preciso cachecol e gorro para cortar o frio, mas as malhas são leves! O inverno mais badalado do mundo está próximo! Vale conferir a temperatura antes de arrumar as malas, que chegam vazias e voltam em dobro!


Direto da enciclopédia...

Nova York é a cidade mais populosa dos Estados Unidos e o centro da área metropolitana de Nova York, que está entre as áreas urbanas mais populosas do mundo. Considerada uma cidade global alfa ++, exerce uma poderosa influência sobre o comércio mundial, finanças, cultura, moda e entretenimento. A cidade é muitas vezes referida como New York City, para diferenciá-la do estado de Nova York, do qual faz parte.


Localizada em um grande porto natural na costa atlântica do nordeste dos Estados Unidos, é composta por cinco distritos: Bronx, Brooklyn, Manhattan, Queens e Staten Island. Com uma população estimada em 2009 em mais de 8,3 milhões de pessoas e com uma área territorial de 790 km, Nova Iorque é a grande cidade mais densamente povoada dos Estados Unidos.  Fundada como um posto de troca comercial pelos Holandeses em 1624, o local foi chamado de Nova Amsterdã até 1664, quando a colônia ficou sob controle Inglês. Nova York foi a capital dos Estados Unidos de 1785 até 1790, sendo a maior cidade do país desde então.


Muitos distritos e pontos turísticos da cidade tornaram-se conhecidos mundialmente. A Estátua da Liberdade recebeu milhões de imigrantes que vieram para o país no final do século XIX e início do século XX. Times Square, iconizado como "A Encruzilhada do Mundo", é o centro iluminado da zona dos teatros da Broadway, um dos mais movimentados cruzamentos de pedestres do mundo, e um importante centro da indústria de entretenimento. Wall Street, em Manhattan, é um dominante centro financeiro global desde a Segunda Guerra Mundial e é o lar da Bolsa de Valores de Nova York. O bairro Chinatown, em Manhattan, atrai multidões de turistas para suas calçadas movimentadas e estabelecimentos de varejo.


Nova York é notável entre as cidades estadunidenses em sua elevada utilização de transporte de massa, cuja maioria funciona 24 horas por dia, e pela densidade populacional e diversidade de seus habitantes. Em 2005, cerca de 170 idiomas eram falados na cidade e 36% de sua população tinha nascido fora dos Estados Unidos. A cidade é muitas vezes referida como "a cidade que nunca dorme", enquanto outros apelidos incluem "Capital do Mundo", "Gotham" e "Big Apple".

Fonte: Wikipedia


Anuncie  Aquimailto:publicidade@editorainove.com.br?subject=Anuncie%20Aqui

10 anos com você!